quinta-feira, 26 de maio de 2011

Dublin aqui vou eu!













































Depois de mais de 1 ano planejando, cá estou eu, embarcando para a Irlanda. Como falei aqui, iremos primeiro para Amsterdam, e de lá iremos para Dublin, onde morarei no mínimo pelos próximos 6 meses.
Nesse momento estou embarcando no avião da cia KLM, e quando chegar lá, mandarei notícias de tudo.
Acompanhe no twitter também.
Beijocas!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Comprinhas no bairro da Liberdade

Eu estou em Sampa desde sábado, e já vim muuitas vezes pra cá, mas nunca tinha conhecido o bairro da Liberdade, apesar de morrer de vontade de conhecer.
Pra chegar nesse bairro, tivemos que pegar um ônibus de 2h de viagem + metrô, e mesma coisa de volta. Isso porque estamos hospedados em Alphaville, na região metropolitana de Sampa. Viagem, mas valeu a pena.
Que máximo esse bairro! Tem tudo que você, ocidental ignorante desinformado imagina sobre os produtos e culturas japonesas. Amei, porque adoro conhecer outras culturas!
Pena que  não levei câmera pra lá, mas comprei umas coisinhas pra viagem lá nesse bairro.


Comprei um kit desses de viagem, um vacuum bag (é assim que se chama?) e uns doces super estranhos e bonitinhos que deu vontade de experimentar.


























Esse kit de viagem é para os vôos internacionais, que tem aquela norma de levar no máximo 100ml de cada líquido, em uma bolsa plástica transparente. Se não for assim eles confiscam, pelo que me contaram. Então já me preparei e comprei esse kit super fofo em uma loja chamada "Audrey", que fica na rua principal da Liberdade. Ele custou 13,90, e vem com tudo que precisa, é só encher (shampoo, condicionador, hidratante, pasta de dente, etc). Eu preciso muito estar sempre com um hidratante para as mãos porque tenho a pele seca, por isso já me previni.


























Kit em pé: total transparência, pra ninguém botar defeito!
































Esse é o TAL do vacuum bag, que todo mundo fala que é milagroso. Vou testar e amanhã mostro se funciona ou não heheheh. Porque minha mala tá estourando, como deu pra perceber né. Ele custou 14,50 em uma loja de utilidades domésticas japas.
































E esses doces, chamados de "Namagashi" são, pelo que me disseram, feitos de massa de feijão (sim!), algas, e coisas que até Deus duvida! Juro que provei todos, mas achei horroroso! Deixei todos pra quem quisesse comer. Acho que os japoneses devem ter realmente um paladar mais específico. Eu já não gosto de feijão normalmente, imagina se eu ia gostar de doce FEITO de feijão!? Mas sempre provo antes de dizer se é bom ou ruim, então...reprovado! E custou 6 reais! heheheh

Além disso, também provamos o tal do "MELONA", aquele sorvete japonês quadrado. Uma delííícia (esse sim!)! Também almoçamos em um buffet só de comida oriental, e nesse restaurante tinha comidas que eu jamais ouvi falar, ótimas! Não consegui tirar fotos, e nem lembro o nome, mas tem vários desses no bairro da Liberdade, super fácil de achar!

Bom, amanhã estamos indo pra Amsterdam, e em seguida para Dublin (isso se o vulcão deixar), vou postar amanhã ainda mais coisas sobre as malas e sobre as regras de embarque, e deixo vocês por dentro da viagem.

Beijoconas!





quinta-feira, 19 de maio de 2011

Arrumando a mala para o intercâmbio (ui)

Como falei no post anterior, já estou fazendo as bagagens. Bom, o caso é que eu vou pra São Paulo agora esse sábado e já tenho que arrumar as malas tipo, NOW! Porque de Sampa eu vou direto pra Dublin. 
Então, estou enlouquecida tentando colocar as coisas dentro das malas. O problema do momento é que tenho 2 malas: uma pequena e uma grande. E além de ter roupas pra 1 ano, tenho que levar chimarrão (pra lembrar de casa, obrigatório!), 2 garrafas de cachaça (bebum, eu sei, mas uma caipa faz sucesso entre os gringos), remédios pra todo período, cosméticos, sapatos, notebook, câmera (ela é grandinha), lençol, toalha e, claro, minha cobertinha MARA que ganhei da minha vó (bem cafoninha, mas quentiiiiiinha).
Essa foi a dificuldade: fazer tudo caber nas duas malinhas. Uff. Já consegui (QUASE) fechar as malas, mas ainda tem coisas que não entraram na mala. Vou ter que fazer mágica hehehe. E eu fico pensando numa coisa: se as malas estão lotadas na ida, imagina na volta! E olha como tá, por enquanto hahahah (super farofeira):



























Apesar de as malas ficarem super atoladas, segui verdadeiros passo-a-passo para arruma-las.
Achei esse aqui, de como fazer a mala perfeita, da Super Interessante (meio tortinho), e já dá dicas pra fazer mochila de mochileiros. Confesso que me ajudou bastante . Tá, a minha mala já passou do organizado, tá mais pra caos, mas vai saber como seria sem essas dicas, néam.










































Também tem outras diquinhas aqui nesse desenho (adoro passo a passo com desenhinhos):




E, além de tudo isso, achei um link super interessante (mesmo!) de como arrumar malas para um intercâmbio. Isso é bacana porque uma mala para intercâmbio é uma mala especial, dotada de vontades próprias, e você, dono/a dela precisa aprender a domina-la para que ela não domine você.  Eis o link: http://noticias.terra.com.br/educacao/interna/0,,OI2945250-EI8266,00.html

Minha dificuldade foi também escolher peças básicas e boas e coringas pra ficar o ano todo. Claro que no meu caso, estou precisando URGENTE de roupas novas...não compro nenhuma pecinha desde Maio do ano passado! Gente! É muito tempo sem praticar o consumismo modístico (porque outros consumismos eu pratiquei...como sou 'devassa', não?).
Pretendo me libertar dessa abstinência lá em Dublin, na Primark, TopShop, Forever 21, H&M, etc. Essa sim é uma boa desculpa pra torrar seu último eurinho.

Quando a mala estiver fechada, posto como ela ficou. Podem esperar que ela vai ficar beem gordinha!

Bjoss





Despedida de Porto Alegre

Bom, como todos devem saber, e como avisa meu contador aqui à direita (---->), estou embarcando para Dublin em menos de 1 semana!
Estive super super SUPERRRRR ocupada esses últimos dias indo atrás de tudo que preciso, e ainda tem algumas coisas pra fazer amanhã.
Enfim, esse sábado passado foi o dia de nos despedirmos (eu e meu namorido) das pessoas queridas, e de aproveitamos uma festinha com a família para dar até logo para a parentada, e uma festa de noite, no Dublin Irish Pub (quer nome mais sugestivo para essa ocasião?). Fiz um convitinho e mandei pros nossos chegados.


 Algumas fotos da despedida estão abaixo:


 Primas 





 Primos e minha vó queridona!

 Ricardo (namorido), vó, eu e minha mãe

 Mãe e mana no Dublin Irish Pub

Pub lotado (tocando Beatles, yayy) 


Fora isso, minhas malas já estão sendo preparadas, e o dinheiro já está em suas devidas formas (cartões), mas isso vou deixar pro próximo post (sei que foi um post curtinho, mas vou separar por assunto).



domingo, 8 de maio de 2011

Homenagem à pessoa mais importante da minha vida:


MINHA MÃE!

 
  


A ÚNICA pessoa que está 100% sempre preocupada e interessada no meu bem-estar e minha felicidade. Ela se doa a nós como ninguém, tem um espírito de moleca (as vezes eu pareço mais velha que ela), um sorriso contagiante, uma ternura e uma força inigualável, e além disso, é bem sucedida em sua profissão; fez 3 faculdades federais (a última já com 3 filhos), passou em concursos públicos, e hoje trabalha com o que ela ama (por isso essa cara de felicidade): com música!
Minha mãe é a pessoa mais especial da minha vida, tenho um amor infinito por ela, e hoje, adulta, vejo o quanto ela se dedica a nós, que muitas vezes a frustramos como filhos. Graças a Deus, hoje enxergo a pessoa maravilhosa que tenho, e reconheço a sorte de ter ela em minha vida, e tento ser cada vez uma filha melhor.

TE AMO MAMI!!!! Essa homenagem é só uma amostra do que você merece. Espero ser um dia uma mãe como você!

E pra aproveitar, vou homenagear mais uma mãe especial em minha vida: a minha sogrinha LINDA (fala sério, olhem que gatona!)

Nessa foto, com o meu baby, o Charlie, na varanda do meu apê.























FELIZ DIA DAS MÃES!!
sexta-feira, 6 de maio de 2011

Receitinha deliciosa para o dia das mães: Carne de panela desmanchando

Oie! Hoje ao meio dia eu fiz o almoço lá em casa. Não só fiz o almoço, como lavei a louça e fiz a sobremesa, tudo porque hoje minha mãe tem folga do trabalho e eu estava louca pra ficar com ela e fazer ela bem feliz. Aí fiz o trabalho que habitualmente é dela.

Fiz uma carne de panela com molho ferrugem e espaghetti. Gente! É super fácil! Sabe aquele molho forte, escurinho e bem cremoso, chamado Ferrugem? Então, é esse! Uma deliííícia gente, sem exagero! heheheh

Então, vamos à receita:
































COMOFAS?

Primeiro você tempera com o tempero pronto os cubos de carne, pica os tomates (pode ser com casca e com semente) e o alho. Em uma panela de pressão, coloca para esquentar o óleo, e quando estiver quente, joga a carne dentro para "selar" (dar uma leve douradinha por fora), então você joga os tomates e o alho pra dentro da panela pra refogar junto.
Jogue o shoyu, a lata de cerveja inteira, o molho de tomate, o orégano e o caldo de legumes, tudo junto. Misture um pouco e tampe a panela de pressão para cozinhar.
Deixe cozinhando na pressão com fogo baixo por 35 minutos.
Depois desse tempo, desligue a panela e coloque o spaghetti para cozinhar.
Retire o spahetti ainda "al dente", para que absorva o molho ferrugem cremoso.
Coloque o spaghetti e o molho prontos em travessas separadas, para que cada pessoa sirva separadamente à sua vontade.






























Lembre-se: o molho tem um leve amarguinho de fundo, e algumas pessoas podem achar muito forte, por isso, pode-se acrescentar um pouco de àgua quente quando o molho já estiver pronto, para que ele fique mais líquido. Vai do gosto de cada um.
Mais uma coisa: quem quiser, pode adicionar cebola raladinha ou bem picada (não em pedaços, pra não estragar a consistência do molho). Eu não coloco porque não gosto de cebola.


Olha o prato prontinho com o molho por cima do spaghetti: essa textura do molho se dá porque a carne vai desmanchando e se misturando ao molho. A carne fica desfiando ao leve toque, fica MARAVILHOSO!
E é super simples, você nem precisa ficar na frente do fogão.

Bom apetite!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Leitura de cabeceira para viajantes

Como todos estão sabendo, estou no preparativo para o intercâmbio. Então ando lendo um livro que tem me dado uma boa ajuda pra ter noção de viagens, e quero indicar aqui pra quem for viajar pra Europa: O Guia do Viajante Independente na Europa.

































Esse livro ajuda muito quem quiser ir pra Europa como mochileiro, ou, como diz o título, de forma independente. Porque, gente, fazendo uma viagem independente você mesmo decide o roteiro, o tempo, a paradas, fora que fica muitoo mais barato do que indo em um pacote fechado! Basta saber se comunicar o básico em inglês e dar uma voltinha no nosso amigo Google antes de viajar. Você acha tudo!

Mas aí você me pergunta: então porque você comprou um guia de viagem se tem tudo na internet? Bom, esse guia é muitíssimo útil porque além de ter as informações que precisamos sobre cada local, ele é um guia feito por brasileiros e PARA brasileiros. E mostra informações pra quem não quer ou não pode gastar fortunas com hospedagem, alimentação e outros gastos que se tem. Dá dicas de albergues bons e baratos (essa informação é valiosa, porque de que adiante ser barato se é um lixo ou perigoso?), barbadas e roubadas em cada cidade, passeios, locais que vale a pena visitar, comidas típicas, e também mostra dicas de como planejar a sua viagem (posso repassar essa informação para vocês aqui).




























Para cada país na Europa, há um capítulo, em que se faz uma introdução com dados básicos (língua, tamanho, população, clima, quando ir, principais cidades, um pouco da história, código de área, quantas horas de diferença do Brasil, etc). Aí, internamente, há as subdivisões, que são as cidades principais, com várias informações legais. Na foto acima, as informações da Alemanha.






























Acima, um mini guia de como se virar na língua do país (no caso, alemão).





































































































Enfim, recomendo a compra. É um livro pequeno, apesar de pesadinho. Acho que vale mais a pena comprar um desses do que vários guias separados, né? E a única coisa que é menos favorável ao livro é o fato de que deveria ter mais imagens, e com cor (o livro é preto&branco por dentro)! Mas isso não chega a ser um problema.
O ideal seria colocar esse livro como e-book num tablet, mais leve e prático!
Pra quem quiser mais informações, entrem no site do livro: O Guia do Viajante Independente na Europa .
Espero que gostem! Beijos!

Related Posts with Thumbnails

Search

Carregando...

Quem Sou Eu?

Receber atualizações do blog por e-mail:

Seguir com Bloglovin

Follow My Cherry World

Seguidores