quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Quando Viramos Mães Deixamos de Ser "Mulheres"? (relato retroativo)

Texto escrito em Maio de 2015.



Sempre me perguntei, com nariz torcido, como podia uma pessoa que antes da maternidade ser bonita e bem cuidada, depois virar uma pessoa "largada", se deixar engordar e não voltar mais, não arrumar mais cabelos, maquiagem, unhas etc.
Me perguntava aonde ia parar todo o seu amor próprio, sua vaidade, seu orgulho de ser mulher (que eu, apesar de não ser tãoo vaidosa, sempre tive muito).

Depois da maternidade, com as constantes incertezas, dúvidas, cansaços, horas e horas dedicados ininterruptamente à criança, entendo melhor essa coisa.
Estou com 1 mês de Olivia em minha vida, e tenho a impressão de que nunca mais serei aquela pessoa arrumada que era antes.

Sei que estou errada, que é só uma impressão, mas o fato é que não sobra tempo! E quando sobra, a última coisa que você pensa é em se maquiar ou fazer as unhas, e sim em tomar um bom banho, dormir, comer bem, ou até trabalhar, que eu passei a gostar mais depois que a Olivia nasceu.

Não me entendam mal, não virei um ser das cavernas, peludo e sem pentear os cabelos. Mas estou dia a dia com roupa de moletom, sutians de amamentação (que tem que ser lavados diariamente, pois SEMPRE vaza leite), cabelo preso pra facilitar a vida, etc. Claro, sempre mantenho o mínimo em dia: dentes, depilação, cabelo penteado, etc.

Pensando aqui comigo, cheguei a uma conclusão: o fato é que não se trata de falta de tempo, porque quando você quer, dá um jeito. A questão é que isso deixa de se tornar uma prioridade na sua vida!

Prioridades, prioridades...O seu bebê se torna a coisinha mais importante, e não tem como não ser a coisa mais importante e não demandar tanto tempo. O bebê precisa disso para viver/sobreviver nesse mundão, e você é o responsável por isso acontecer. Na hora que você precisar sair para ir no mercado ou farmácia, se olhar no espelho com roupa bem simples e cabelo preso (e óculos de sol para tapar as olheiras rsrs), você vai pensar: foda-se! Ninguém paga suas contas e nem acorda de madrugada para acalentar seu bebê em seu lugar. Se antes você tinha a preocupação de estar "apresentavel" para os outros, isso vai diminuir.

Além disso, o tempo de preparar refeições saudáveis e malhar (isso também é se amar, viu?) é super escasso, e você acaba comendo basicamente porcarias e mais porcarias prontas (meu caso atualmente, como qualquer coisa pronta no armário - bolacha, barrinha de cereal, amendoim, iogurte).

Mas, veja bem, isso não significa que vou cada vez menos me cuidar. Na verdade estou somente filosofando sobre como nossa cabeça muda com a maternidade, e como as coisas que antes juramos não fazer, acabamos fazendo e pagando a língua. Na verdade, estou louca pra voltar a usar uma roupa arrumadinha para sair, me maquiar, arrumar o cabelo, usar acessórios estilosos, mas no dia a dia a preguiça impera. É uma briga da vaidade com a preguiça. Eita parzinho complicado de sentimentos esses.

Aí acontece o seguinte: você aceita que a vontade de se arrumar (e a necessidade) são muito menores, e deixa por isso mesmo, ou você luta contra isso e força a vontade de se arrumar, porque afinal, antes de ser mãe você é mulher! Mulher! Empoderada, poderosa, com amor próprio. Pelo menos sempre me senti assim.

Agora estou aqui, fazendo um planejamento de como e quando vou voltar a me arrumar, malhar, cortar o cabelo (ta precisando viu, mas não sei quando vou conseguir sair sem a Olivia de casa por muitas horas), me alimentar com saúde e qualidade, etc. Coisas para cuidar de mim, Elisa.

A princípio parece impossível arrumar um tempo para impôr uma rotina, mas sei que as coisas vão se ajeitando. Se tem uma coisa que aprendi é que as impressões que temos sobre determinada situação sempre mudam ao longo do tempo. Vou me adaptar, vou voltar a malhar (pretendo agora em Maio, viu?), vou voltar a me alimentar bem, fazer dieta, e me maquiar, arrumar o cabelo, etc. Só não sei ainda quando vou tirar o moletom, porque trabalho de casa, o inverno tá chegando, aí já viu né...rsrs

Alguém mais passou por isso? Conseguiu voltar logo à sua vida normal ou ficou estacionada no pijama e rabo de cavalo? kkkk

Acompanhem a minha "volta à normalidade" aqui no blog.
Beijos!

Maternidade: As Coisas Se Adaptam (relato retroativo)

Este texto estava escrito no rascunho do blog, e resolvi solta-lo, porque re-lendo, achei válido. Escrito dia  21 de Abril de 2015.



"É, já se foram 3 semanas.
Ou seriam APENAS 3 semanas?

Preciso confessar que foram as semanas mais intensas da minha vida.
Um turbilhão de sentimentos, uma sensação de que estava vivendo numa realidade paralela (o mundo lá fora funcionando e eu na "maternosfera" (ou seria puerpério?)).

Sei lá. Não sei se todas as recém-mamães sentem isso (na verdade, vendo fotos de Instagram, tenho a impressão de que todo mundo sai lindo e feliz flutuando numa nuvem cor de rosa após o parto), mas eu senti. Não sei nem explicar racionalmente o que senti, apesar de tentar entender meus sentimentos diariamente.

 O pós-parto começou após o parto, no dia seguinte, com dores físicas + dores psicológicas (não conseguir amamentar direito) + medo + carência + incertezas + encarar uma vida completamente nova e saber que a vida de antes já era! Fora isso, tem uma queda de hormônios brutal que te faz chorar por nada. Me senti fraca, frágil, em dúvida, e senti que tudo aquilo estava fazendo mal pra mim, pro meu corpo, que eu sempre cuidei tão bem (com boas noites de sono, alimentação, exercícios, roupas confortáveis, etc). Fragilizei nas primeiras 24 horas pós parto.

Aí a primeira semana, com muito remédio para dor, muita conversa com o namorado/pai da Olivia (essencial, diga-se de passagem), ganhando comida na boca praticamente (porque a Olivia só mamava o dia todo, mal saía da cama, então alguém tinha que me trazer na cama a comida), muitas noites em claro (isso sim foi sofrido), muitos chorinhos da baby sem saber o que fazer, começou a diminuir a sensação ruim. A dor começou a passar, a choradeira parou, o amor começou a se destacar entre as sensações ruins.

E aí passou mais uma semana, e mais uma.
E quer saber? A sensação ruim e o medo vão se dissipando, e o amor vai aumentando dia após dia. Isso é tão incrível!
O amor ser capaz de te fazer superar as coisas ruins da maternidade, isso sim é incrível!
Acho que devemos passar por isso para valorizar a jornada louca que estamos entrando.

Bem que me disseram que a gravidez é um momento sublime, que muitas mulheres sentem saudades da gravidez. Eu entendo isso. Você, grávida, é paparicada, come bem, dorme à vontade, sonha muito, está em um momento expectativa de algo muito bom por vir.

Ao nascer o baby, você não só cai na realidade, você cai na maternidade, que é muito mais do que realidade hahahaha. É uma queda muito grande!

Mas como falei, as coisas se adaptam.

Hoje estou cada dia entendendo melhor esse serzinho que eu chamo de filha, com suas vontades, sua personalidade, suas necessidades. E cada dia entendendo ela melhor, me entendo melhor também.
E a dúvida passa, o amor cresce, e surgem mais dúvidas. E aí passa, e o amor cresce mais. E assim é a vida."


Hey! Vim dar um Oi! Ou 7 meses da Olivia.

E então, 7 meses se passaram desde que a minha filha nasceu.
Desde o post anterior.
A minha assiduidade nesse blog não é muito frequente, como todos aqui já estão carecas de saber! =)
Mas sabe, ando pensando muito, filosofando, sofrendo, sorrindo, e fiquei com vontade de voltar a escrever. Queria registrar pensamentos de uma época que talvez eu esqueça dos detalhes mais para frente.

Atualmente, eu divido informações sobre a minha vida de mãe no Canal do Youtube, mas principalmente no Instagram.

Sabe, vida de mãe é dura. É dura mas é muito doce.
Não tenho tido tempo para mais nada. Só trabalho 1 (Olivia) e trabalho 2 (empresa). O resto do tempinho que me sobra, tenho que cuidar da casa, organizar e preparar as comidas (para nós 3), e me cuidar um pouco. Apesar de que esse último item eu tenho falhado um pouco.


Nesse momento, estou escrevendo à meia-noite de uma Quinta-Feira, porque minha cabeça está pulsando de coisas.
Minha ideia é vir aqui quando der na telha, quando minha cabeça tiver ideias pulsando como hoje, e vir desabafar com quem está a fim de ler.

Meu blog não é mais de moda (apesar de que estou para começar um curso de costura - louca, eu sei). Também não é mais de maquiagem, pois eu  mal uso. Mas é de vida, de rotina, de ideias, de dia-a-dia, de maternidade, de profissão. Quero escrever sobre isso.

Para resumir meus últimos 7 meses desde o parto: Olivia é uma criança linda, sorridente, de personalidade forte. Já come de tudo (e adora), já senta e engatinha (e tenta ficar de pé, mas cai pro lado). Fala sílabas (bla bla, da da, gui gui, aiai), dá risada, dorme a noite inteira desde o primeiro mês. Me considero sortuda, ainda que sinta algumas frustrações e chateações no dia a dia (assunto o qual quero tratar mais pra frente). Mas filhos são assim né: criaturinhas que saíram de você e dependem de você, mas que tem sua própria personalidade - a qual provavelmente vai ser contrária à sua em muitos aspectos.

Enfim, vamos tocar ficha nesse diário virtual.
Lembrando: se eu não apareço aqui por um tempo, não é falta de vontade, é prioridades. =D

Boa noite!
sábado, 18 de abril de 2015

RELATO DO PARTO NORMAL HOSPITALAR COM ANESTESIA E LACERAÇÃO:

Pessoal, vim aqui contar como foi o meu parto normal, que muita gente me pediu (se preparem porque é longo e cheio de detalhes):


Lembram do post de 39 semanas? Quem leu/assistiu o video viu que naquele dia eu já tinha sentido umas contrações leves de manhã e a saída do tampão. Só que achava que ia demorar uns 2 dias ainda. Que nada! Entrei em trabalho de parto naquele dia mesmo, de noite (entrei na verdade nos Pródromos do parto).

Acordei naquele Domingo do dia 29 de Março de 2015, as 6h da manhã com umas cólicas estranhas acompanhadas de um endurecimento leve na barriga. Percebi que era endurecimento porque estava deitada de lado e durante a contração me virei de barriga pra cima e a barriga ficou toda inclinada dura pro lado que eu estava virada antes. Eu que não sabia se já tinha sentido alguma contração antes, tive certeza naquele momento que nunca eu tinha sentido isso, que aquilo era uma coisa nova e só podia ser contração, pois era acompanhada de dor e barriga dura. Mas era leve, bem leve, parecia uma cólica menstrual leve. Tive 3x isso e parou. Fui no banheiro e vi o tal do tampão sair, tinha o tamanho mais ou menos de uma moeda de 5 centavos, bem pequeno, e bem gelatinoso, inconfundível gente. Não se parece em NADA com alguma secreção normal.

De tarde almocei, recebi visita da minha tia e comentei o que senti, ela ainda me falou “se você está com cólicas então deve nascer logo”. Mas eu ainda achava que podia chegar a 41 semanas (hellooo? Aloka).

Após o almoço, senti mais contrações doloridas, mas espaçadas, e elas foram se tornando presentes esporadicamente ao longo do dia. As 19h resolvi começar a medir as contrações, e fiquei já surpresa ao ver que as contrações estavam vindo certinho de 10 em 10 minutos. Ainda bem tranquilas, mas eu precisava me encolher um pouco a cada vez que vinham. Fui no banheiro, e ao passar o papel levei um susto! Um tampão GIGANTE, tipo do tamanho de um limão, bem volumoso e meio vermelho, saiu no papel. Juro que me assustei, pois achei que ja tinha saido tudo de manhã. E pensei: se saiu isso tudo aqui de uma vez eu devo estar com mais dilatação do que a última vez que eu vi. Fiquei feliz.

Ainda em dúvida de quanto tempo isso duraria, lembrei dos relatos de pessoas que vão pro hospital e ficam horas e horas sem comer e nem beber nada. Pedi então pro meu namorido buscar na AMPM do posto perto de casa uma caixa de bis branco (estava com muita vontade, devia ser meu corpo pedindo açucar pra se preparar), 2 pães de queijo e 2 latas de suco. Tudo +- de facil digestao e bem calórico, pra aguentar.

Fomos dormir, ou tentar dormir. Até consegui pegar no sono algumas vezes, mas sempre que vinha uma contração a cada 10 minutos, eu acordava. Quem consegue dormir assim? No meio da noite, a contração começou a ficar dolorida mesmo, a cada uma que vinha, eu tinha que sentar na cama e me concentrar – é IMPOSSIVEL aguentar a contração deitada, doi muito mais!
Aí eu resolvi medir lá pelas 3h da manhã as contrações e vi que estavam vindo já a cada 5 minutos. Minha obstetra havia me orientado a ir para a maternidade apenas quando tivesse de 3 em 3 minutos +-.

Fui tomar um banho quente (dizem que ajuda a dilatar e diminui a dor), fiquei cerca de 1 hora no chuveiro e aproveitei pra me depilar hahaha. Pior que durante o banho todo as contrações pararam – e achei que demorariam horas pra reaparecer. Mas meia hora depois de sair do banho elas voltaram, bem quando eu estava tentando dormir.
Não aguentei as dores deitada e fui pra sala sozinha, no meio da noite, com meu cachorro. Ele estranhava meu comportamento e choramingava ao me ver com dor.

Comecei a fazer posições que aceleram a dilatação (agachamento, um pé sobre o sofá e agachar, ficar de cócoras e balançar, etc) sempre que vinha uma contração. Tinha lido na noite anterior sobre essas posições ajudarem a dilatar – o que deixaria o parto mais rápido. Percebi que as dores eram mais suportáveis quando eu fazia esses exercicios. Caminhar durante a contração também era muito bom. O que não dava era pra ficar parada!

Fiquei na sala, no escuro e no silêncio, de pés descalços no tapete peludo fazendo muitas posições, respirando fundo e me mantendo relaxada. Gente, se manter relaxada durante a contração é quase impossível pois eu ficava dura e tensa da cabeça aos pés cada vez que vinha a contração. Eu devia estar esquisita pois meu cachorro começou a latir para mim e tentar subir na minha cabeça (eu estava sentada no chão encostada no sofá).

Como é a dor? A dor é mais ou menos como uma cólica menstrual – uma dor que parece que tão te espremendo, das costas pra dentro, nas pernas, barriga, esfincter, tudo dói! Dava vontade de fazer xixi toda vez, pois a bexiga era apertada junto.

Essa parte de madrugada até de manhã passou bem rápido, nem senti. Ja sabia que não deveria ficar esperando que as coisas passassem logo senao ia ficar nervosa. Fiquei só “curtindo” a minha dor. Até então estava suportavel.

Lá pelas 8h da manhã desci no apartamento da minha mãe e comuniquei que estava com contrações entre 4 e 5 minutos. Minha mãe achou que deveriamos ir logo pro hospital porque ficava longe de casa. Mas eu tive dúvidas se iria pois não tinha chegado os 3 em 3 minutos. Tinha medo de eles me mandarem pra casa de volta. Mandei um whatsapp pra minha obstetra informando o tempo, e ela disse que eu poderia ir pro hospital se quisesse, que eles não me mandariam embora, no máximo me fariam esperar. Ela me orientou comer alguma coisa antes de ir e ir com calma que eles avisariam ela de lá, caso eu estivesse mesmo em trabalho de parto. O trabalho de parto é considerado por eles se tiver pelo menos 3cm de dilatação.
Minha mãe fez uma canja com batata bem rápido e comi isso batido, achamos melhor pois eu estaria alimentada e a chance de vomitar era menor. Depois disso fomos pra maternidade. Cheguei na maternidade as 11h, falei na recepção da emergência que estava em trabalho de parto e me deixaram subir direto, enquanto meu namorido tocava a papelada.

Cheguei la na maternidade, e informei das contrações, e me deixaram aguardando na sala de espera por uns 20 minutos. Nesse meio tempo vinham as contrações, mas ainda suportáveis. Então me chamaram para avaliação, e em uma outra sala uma médica avaliou os batimentos cardíacos do bebê, e fez o exame de toque, e pasmem – eu já estava de 4 para 5cm de dilatação! Fiquei super feliz! Na hora ela falou – É, vamos te internar. Ela me informou que faria uma manobra junto ao exame de toque para acelerar o parto, acho que foi o descolamento de membranas mas não tenho certeza, só senti ela “fuçando” lá dentro e doeu um pouco. As dores aumentaram mesmo depois disso.
Logo em seguida fui internada e fiquei numa sala onde o parto aconteceria, com tv e banheiro (sem banheira nem chuveiro). Os procedimentos seguintes foram: coloquei o “uniforme” de paciente da cor branca, pegaram o acesso da minha veia na mão esquerda (as veias estavam tão dilatadas que espirrou sangue quando furaram e manchou a cama de sangue rsrsrs) e colocaram buscopan para ajudar nas dores (obviamente não ajudou em nada), e ligaram para a minha obstetra para chama-la (fiz questão de pedir que trouxesse logo o anestesista junto hehehe). O horario oficial de internação e início do trabalho de parto foi 12h.

Nisso ficamos eu e meu namorado por 2,5 horas esperando a obstetra que estava demorando. Fiquei caminhando pela sala, me agachando quando vinha as contrações, indo no banheiro, e volta e meia entrava alguem na sala para ver como eu estava. Chegamos a ligar 2x para a obstetra perguntando se ela vinha hahaha. A última vez que ligamos já estavamos preocupados pois as contrações ja estavam vindo de 2 em 2 minutos (eu li que o bebe nasce quando tiver de 1 em 1 minuto). Nessa hora a dor estava BEMM forte. Quase insuportável, eu diria. Mas continuei com as minhas “técnicas”, que estavam cada vez mais difíceis. Nessa hora, era impossível não se acocorar quando vinha a contração. Não tinha outra posição possível!

Quando a obstetra chegou, ela foi arrumando as coisas e me deu uma bola de ginástica para sentar enquanto ela agilizava as coisas. E olha, essa bola faz milagres! Durante uns 10 minutos que sentei nessa bola (e meu namorido massageou forte a lombar), quase não senti dor. Não sei que poder essa bola tem, mas parece algo de “encaixe” do quadril. Engraçado era que eu conseguia falar e sorrir pras pessoas entre as contrações, e não gritava nem nada, então eles tavam achando que eu não estava com tanta contração.

Aí, tive que ir para a cama para fazer o exame de toque, e já estava com 6cm!! Yeey! Que felicidade! Nessa altura as contrações estavam doendo MUITO MESMO! Parecia que estavam enfiando uma vassoura em mim (kkk sorry pela bagaceirice, mas era essa a sensação). Logo veio o anestesista e aplicou a anestesia nas minhas costas. Doeu um pouco, mas tudo bem. Anestesia é VIDA gente! 

Peçam anestesia SEMPRE! Minha vida ficou tão fácil naquele momento rsrs. Além disso, colocaram ocitocina na minha veia, pois com a anestesia o corpo diminuia as contrações. Tudo bem, pois eu não estava sentindo nada mesmo haha. O interessante é que achei que não ia sentir as pernas, mas sentia! Sentia um formigamento forte da cintura para baixo, mas podia mexer as pernas. E não sentia dor, só o aperto das contrações. Mas logo as contrações diminuíram, e eu ainda estava com 6cm.

A bolsa ainda não tinha estourado, então a obstetra me disse que ia furar a bolsa para que a cabeça do bebe encaixasse e pressionasse o colo do útero, o que aumentaria a dilatação. Ela veio com uma “comadre” e um “espeto” específico para isso e colocou embaixo do bumbum, e furou a bolsa cuidadosamente, nem senti nada! Saiu só um pouquinho de água, e eu achando que ia sair uma enxurrada! Mas a cabeça do bebê serviu literalmente como uma “rolha”, mantendo o resto do líquido amniótico la dentro.

Colocaram o MAP na minha barriga para medir as contrações, no início elas diminuíram, mas logo aumentaram bastante. De 0 ia até 120, fiquei até com medo de sentir a dor dessas contrações tão fortes. Fiquei um bom tempo assim, sentadinha na cama encostada, assistindo tv (vendo A Usurpadora hahahah), e mandando mensagem por whastapp e instagram pras amigas. Foi super tranquilo essa parte. Após uma hora, a anestesia diminuiu o efeito dela, e eles aumentaram um pouco a dose, e também aumentaram a ocitocina. Depois de 2h de anestesia, as contrações já estavam vindo de 1 em 1 minuto, e as dores voltaram aos poucos. Pedi uma dose maior mas eles ficaram me enrolando pra dar. Após uma contração BEM forte, pedi que me dessem mais anestesia pois realmente estava forte. Minha obstetra entrou na sala e me viu agarrada na grade da cama e falou: “agora eu acredito que tu está com dor hehe”. Antes de decidir me dar mais anestesia ela fez o exame de toque e falou: 10cm!! Não iam mais colocar anestesia.

Nossa gente, que sensação louca! A sala que estava até então só nós dois, enchei de gente: o anestesista, a obstetra, 3 enfermeiras, 1 pediatra, etc. Arrumaram as coisas, subiram o encosto da cama, tiraram uma parte de baixo da cama (para o bumbum ficar bem na ponta, onde tinha uma bacia embaixo), subiram os apoios para os pés (eram realmente apoios para os pés, e não aqueles “seguradores” de metal para as canelas), e também umas alças na lateral da cama para que eu pudesse praticar o puxo.

Aí, ela falou o seguinte: “Quando vier a contração, você primeiro respira fundo, e empurra beeeem comprido, força de cocô, e é bem importante continuar empurrando senão ela volta, o mais comprido possível. Vamos fazer um de treino pra ver.” Aí veio a contração e eu fiz o que ela falou, me concentrei o maximo para que empurrasse de forma certa pra empurrar o bebê. E não é que fiz super certo? Falaram “Nossa! Perfeito! Que força ótima, continua assim!”. E em 5 minutos vieram mais 4 contrações, e nessas 4 contrações eu empurrei, e logo ela saiu! Super rápido mesmo! Saiu a cabeça, saiu o corpinho, e em 5 minutos ela nasceu! A obstetra até colocou bastante vaselina quando estava saindo a cabeça, para evitar laceração, mas mesmo assim tive laceração. Acho que empurrei rápido demais. O que importa é que eu nem senti!

Ela foi logo colocada no meu colo, toda sujinha mesmo, mas a sensação era tão boa! Quentinha e rosinha, com a pele bem macia, minha filha estava ali, chorando no meu colo. Falei com ela e beijei seu rosto e ela parou de chorar. Me parabenizaram pelo ótimo parto que tive, e a minha obstetra até falou “quando eu crescer quero ter um parto como o teu” haha. O papai cortou o cordão umbilical.
Após um tempinho, a Olivia foi levada junto com o papai para ser limpa, e levar a vacina, enquanto isso eu fiquei levando os pontos e sendo limpa. Logo a Olivia voltou enrolada em um pano, e colocaram ela para mamar direto. Obs.: durante o parto a cada contração saia muito colostro do peito. Dizem que é ótimo o bebê mamar na primeira hora do parto, o colostro.

Após isso, fui levada em uma maca para a sala de recuperação, e a Olivia foi trazida junto a mim, e ficou mamando desajeitadamente (nem eu nem ela sabiamos como fazer isso ainda). Fiquei lá por 4 horas até ser levada para o nosso quarto. E o resto eu conto em outro momento, no post de pós parto, pois esse ficou muuuito grande!

Beijos!
quarta-feira, 15 de abril de 2015

Olívia Nasceu! Update Rápido

É isso aí, após muitos dias sem postar nada, eis aqui uma atualização: nasceu dia 30 de Março de 2015, às 17:50, minha filha Olivia, de Parto Normal, sem episiotomia (mas com laceração, conto em outro post), mas tudo certo, bem tranquilo! Vou fazer um post com video só do relato do parto, ta bom?

Segue um breve update pra vocês no video abaixo:


É isso gente, vou escrever mais coisas em outros posts, tenho refletido muito sobre minha nova vida, e pensando em como vou me organizar daqui pra frente.

Vamos lá, começando uma vida nova.
Beijos!
segunda-feira, 30 de março de 2015

Diário de Gravidez - Semana 39



Oi Pessoal!
Mais um Diário de Gravidez, da semana 39!
Amanhã, dia 30 de Março, eu faço 40 Semanass! Yeey! Ta chegando a hora, finalmente!








Essa semana (39) não tiveram muitas novidades, como sempre, passei o tempo na "espera". Não estive muito ansiosa (ta bom, um pouco, vai) porque tenho meu trabalho, que me toma tempo e não me permite que eu fique com a cabeça vazia por muito tempo.

Mas mesmo assim, essa semana comecei a sentir vontade de que a Olivia chegue logo. Acho que é porque agora começa uma fase em que o negócio é só esperar mesmo, sem grandes novidades. O bebê já está prontinho, esperando pra nascer, e a mamãe já deixou tudo pronto, só falta te-lo nos braços!

Tentei a gravidez inteira não ficar ansiosa e  não desejar que o tempo passe logo, afinal, a fase da gravidez também é uma delícia e não volta mais! Tem que ser vivida no presente!

Essa semana, mais do que nunca,a barriga está atrapalhando bastante, chegando a ser incômoda, mas nada que me irrite.
Durante a semana, em algumas noites tive uma leve cólica, coisa que não me preoocupou, pois o simples fato de o bebê estar se posicionando para baixo faz com que mexa mais.
Também senti uma coisa nova, que esqueci de contar nos vídeos: senti umas fisgadas na virilha, como se fosse dor de nervos, sabe? Tentei pesquisar na internet, e parece que tem relação com o bebê se encaixando e o cervix dilatando (tomara!). Queria ser daquelas que chega na maternidade com poucas dores e uma super dilatação já acontecendo hahaha. #tomara

Terça-Feira, dia 24, tive mais uma consulta com a obstetra substituta, mas ela não fez ultrassom, só mediu a pressão e os batimentos cardíacos da Olivia, e fez o exame de toque, em que ela constatou que eu já estava com 1cm de dilatação (na semana anterior era meio centímetro). Porém, ainda assim, o tampão mucoso não tinha saído (na minha lógica, o tampão só sai se tiver abertura suficiente pra isso, né?).
Uma coisa que me preocupou foi o fato de que ela me avisou que se o parto ocorresse na Quinta ou na Sexta, nem ela e nem a minha obstetra estariam disponíveis, por que as duas estariam viajando. Nesse caso, eu seria atendida por qualquer médico de plantão no hospital, e confesso que não queria isso! Torci para que ela esperasse a Marcia voltar das férias dela. E não é que minha pequena esperou mesmo? É um amor!

Também essa semana um amigo me chamou de última hora para ser a "modelo grávida" deles para uma matéria sobre cuidados estéticos na gravidez. Fui lá e cuidaram do meu cabelo, maquiagem, e tiramos umas fotinhos, foi tãoo bomm!










Ontem, Sábado, caminhei bastante no shopping e nuns imóveis que meu irmão queria ver para comprar, e voltei bem cansada para casa. E, não sei se foi por isso ou não, essa noite, as 6h da manhã, tive a minha primeira contração com dor!
Até então não sabia se eu já tinha sentido alguma contração, pois não sei diferenciar as de treinamento dos movimentos da bebê. Mas essa noite tive certeza.

Foi assim: acordei com dor nas costas e cólica. Levantei, fiz xixi (normal, toda noite vou umas 3x), e voltei pra cama, ainda com uma dorzinha. Tentei voltar a dormir, mas não consegui. A primeira contração que senti foi um endurecimento na barriga (de leve) com cólica, que passava um tempo depois. Depois de um tempo mais uma vez. Aí pensei - OPA! Isso é novidade!
Das 6h as 9h senti claramente mais umas 3x essas contrações, o que me fez pensar que poderia estar em trabalho de parto.

Levantei e fui tomar banho, e finalmente vi o dito-cujo - o tampão mucoso! Odeio essa palavra, mas preciso falar né. Eu achava que dava para confundir, mas não dá. O negócio parece uma gelatina meio transparente mesmo, no caso, com uma corzinha puxadinha pro vermelho - de sangue né, normal!

Fiquei feliz em ver, pois estava começando a me preocupar em não ver NENHUM sinal de parto e chegando em 40 semanas. Quero evitar cesárea ao máximo!

Durante o dia, tive mais umas 3 ou 4 vezes esse aperto levemente dolorido na barriga (uma dor de cólica menstrual mesmo, daquelas que irradia nas costas, barriga e pernas). Nem cheguei a contar, pois está muito espaçado. Quando eu ver que está mais frequente, vou começar a contar.

O fato é que pode ser que a Olivia nasca essa noite, amanha, daqui a 3 dias ou daqui a uma semana. Uma coisa é certa: de semana que vem não passa! E isso me dá um nervoso! Aiaiaiai, ta chegando a hora!

Aguardem mais novidades!
Beijos!



domingo, 29 de março de 2015

O Quarto da Olivia



Prometido e cumprido! Tour pelo quarto da minha bebê, Olivia!
Um quarto lúdico, prático, e que possa ser usado por qualquer sexo e por muitas idades ainda.

Espero que curtam! Beijoss

Diário de Gravidez - 38 Semanas - Obstetra nova, Onde a bebê vai dormir, Cansaço



Vídeozinho mais curto, gravado na 38ª semana de gestação da Olivia!
Gente, estou atualizando aos poucos os textos no blog, vou vir completar esses posts que só tem video.

Agora é só esperar!=D

Um beijo!

Diário de Gravidez - 37 semanas: Comprinhas, Pediatra, Fraldas Ecológicas



Update do Diário de Gravidez - Semana 37 (ocorrida entre 09 e 15 de Março). Video gravado dia 12 de Março.

Reta final!
Tópicos do Video:
-Como foi a consulta da semana 37
-Peso e medidas
-Barriga cresceu (sensação de peso)
-Comprinhas para a Olivia
-Ansiedade a mil!
-Consulta com a pediatra
-Preparação do seio para amamentação

LINKS PARA OS POSTS QUE COMENTEI:

-DRI EVERYWHERE: http://goo.gl/6uiSll
-ALE GARATONI: http://goo.gl/k1slMT

Sigam no Instagram: @elisahoffmann e Twitter: @elisahoffmann

Bom gente, espero que curtam. Um beijo!

Chá de Bebê da Olivia - Como foi? Como Preparei?



Oii pessoal, fiz esse video para mostrar pra quem pediu como foi o chá da Olivia, que fiz em meu apartamento, pra pouca gente.
Mostrei as ideias de decoração e como fiz tudo.
Espero que gostem! Um abraço!

Sites citados:
-Bandejas: http://www.runnalaser.com.br
-Trocador e Bandeirolas: http://www.atelierpilulito.com.br
-Suqueiras e Garrafas Coquinho: http://www.elo7.com.br/kit-de-10-garrafa-coquinho-vidro200ml/dp/495DEC
-Itens de festa: http://www.docelulu.com.br

Sigam no Instagram: @elisahoffmann

Diário de Gravidez - 36 Semanas - Planos para Parto Normal, Escoliose, Barriga de 36 semanas


Gente, estou postando somente os videos dos Diário de Gravidez, mas vou completar com texto assim que der, ta? Prometo!



Video da semana 36, gravado dia 07 de Março.
Tópicos do video:

-Sintomas do 36 semanas
-Bebê encaixada
-Planos para o Parto Normal
-Escoliose na Gravidez
-Barriga de 36 semanas

Diário de Gravidez - 35 Semanas

Gente, estou postando somente os videos dos Diário de Gravidez, mas vou completar com texto assim que der, ta? Prometo!



Video de 35 semanas. Reta final. Gravado dia 25 de Fevereiro de 2015.

Tópicos do video:

-Reta final
-Contrações de treinamento
-Pontadas no colo do útero
-Música de bebê
-Bebe reconhecendo a minha voz
-Dor nas costas ao dormir
-Sono diminuiu
-Dificuldade de sair da cama (lol)
-Dor para espirrar
-3 kg a mais no último mês
-Pressão alta
-Terminando de preparar o chá de bebê
-Comecei a arrumar a mala de maternidade

Para informações de tempo real, sigam no Instagram: @elisahoffmann

Diário de Gravidez - 32 a 34 semanas

Gente, estou postando somente os videos dos Diário de Gravidez, mas vou completar com texto assim que der, ta? Prometo!



Video de 32 a 34 semanas, que aconteceram entre 02 e 21 de Fevereiro.

Tópicos do Video:

-Consulta de 34 semanas
-Bebê está virada para cima novamente (?)
-Preguiça e desânimo
-Circulação e Tendões doloridos
-Voltei a malhar (de leve)
-Preparativos para o chá de bebê
-Inspirações para o chá de bebê
-Peso 70,5kg
-Sem inchaço e nem estrias
-Barriga de 34 semanas
-Multivitaminicos (ver mais no blog)
-Comprei fraldas ecológicas (de pano)
-Muita coceira!
-Posições para dormir (dor nas costas)
-Mais sono durante o dia
-Barriga estourando
-Muita ansiedade! O.o


Diário de Gravidez - Semanas 29 a 31

Gente, vou postar os diários de gravidez aqui, por enquanto somente os vídeos, mas depois vou colocar o texto mais completo, prometo! 



Video do Diário de Gravidez das Semanas 29 a 31.
Datas de 12 a 31 de Janeiro.

Tópicos do Video:
-Peso 68.8kg
-Bebê de cabeça para baixo!
-Ultrassom 3d (fotinho dela!)
-Peso da baby chegou a 1.375kg na semana 30
-Exame Ecocardiografia Fetal
-Pé aumentou de tamanho
-Grávida distraída
-Bebê parou de mexer por 2 dias!
-Quarto quase pronto
segunda-feira, 23 de março de 2015

Diário de Gravidez - 26 a 28 Semanas

Oi gentee! Continuando a atualizar o blog com assuntos pendentes, hoje o post é sobre o Diário de Gravidez das semanas 26 a 28.



Assuntos das Semanas 26 a 28:

-Fui á praia passar o Natal e Reveillon
-Cuidados com a pele para estrias (produtos usados para a pele durante a gravidez)
-Acabei saindo da dieta
-Barriga deu uma BOA aumentada
-A bexiga está cada vez mais apertada
-Chegou o berço e o roupeiro!
-Pensando na decoração do quarto
-Muito calor e sede
-Mais celulite, menos preocupação
-Mais apaixonada pela Ollie
-Dor no peito entrando no mar
-Amamentar com silicone
-Vacinas pedidas pela Obstetra 
-Exame Curva glicêmica
-Barriga de 28 semanas

Espero que curtam! Bjão

Meu Book Caseiro de Grávida

Oi Gente! Acabei esquecendo de comentar com vocês, mas no início de Dezembro, quando eu estava lá pelas 23 semanas de gestação, fiz um book de grávida caseiro rsrs.

Não queria gastar com isso, então eu mesma, com ajuda da minha sogra (que tem uma câmera ótima) e do namorido, tiramos umas fotos caseiras, que eu ameiii!!

Gosto das coisas mais naturais, não curto muito fotos em estúdio (com algumas exceções, claro), e também não estava afim de gastar com isso. Só que claro que queria registrar o momento.

Vejam como ficaram as fotos!



 





A maioria das fotos foi com 25-26 semanas, mas essas últimas 4 foram com 22 semanas.
Eai gostaram?
Agora falta as fotos da reta final, com barrigão (porque aí ainda não tinha barrigão, só barriguinha). Deve seguir o mesmo estilo.

Beijos e até mais!

A Escolha do Berço e do Roupeiro de Bebê

Após pensar nas idéias de decoração do quarto da Olivia, comecei a procurar os móveis principais: Berço e Roupeiro.

O BERÇO:


O berço foi algo difícil de encontrar, pois eu queria algo que atendesse a muitos critérios:

-Que fosse branco
-Com linhas mais retas
-Com cômoda acoplada para economizar espaço no quarto
-Que tivesse uma bicama embaixo para que a minha enteada, eu, ou alguma visita (sogra, por exemplo) possa dormir quando precisar
-Que tivesse selo do Inmetro e que atendesse as exigências de segurança
-Que possa virar uma cama futuramente, e assim economizar na compra de mais um móvel (evitando assim inutilizar o berço - pelo menos até vir o segundo bebê).

Procurei muitos nesses padrões, e encontrei alguns lindos, mas todos se aproximavam de R$2.000,00. Um bom berço + 1 cômoda + 1 cama (futuramente) gastaria mais do que esse valor, então chegamos -eu e meu namorado - ao consenso de que valia a pena pagar esse valor.

Mass, procurando pela internet, acabei encontrando no site Abracadabra este berço:




Achei esse berço perfeito - não TÃO bonito quanto o que eu queria, mas era bonito o suficiente e com o preço melhor que em outras lojas (já incluindo a soma com o frete).

Podem ver que atende a tudo que eu preciso, e ainda vira uma cama com bicama e um criado-mudo. Perfeito né?

O preço? R$1.388,88 (parcelado) + em torno de R$100,00 de frete (para a minha casa). No fim achei que valeu suuuper a pena (ainda mais comparando com o valor que iria pagar num bem parecido).

O berço já chegou e foi instalado (em Janeiro, 1 mês após a compra, que foi no meio de Dezembro), e agora posso falar com mais conhecimento o que achei do berço: achei ótimo, super quebra o galho, bem bonito, PORÉM, não gostei do fato de não ter mais de uma gaveta (isso é meio ruim pra se organizar), e de ser SUPER alto! Na foto não parece, mas o berço é um trambolhão montado. Mas tudo bem.

Recém montado (olha a altura em relação à janela)
O trocador do berço (nao entendi o porque daquele espação sobrando atrás, mas imagino que deva
ser para passar algum fio de tomada)

Eu e namorido montando o berço já com a roupa de cama e brinquedos comprados em Miami
Olha o berço quase pronto! 
O quartinho dela tomando forma (já com alguns outros itens adquiridos)

O ROUPEIRO:


Já o roupeiro, como eu havia dito no post anterior, queria um de porta de correr, branco, e com um espelho na porta. Tudo isso para que possa ser usado o maior tempo possível e ocupe o menor espaço possível (mas que tenha muito espaço interno - não quer nada né rsrs).

O problema maior seria o tamanho da parede disponível: tinha apenas 1,65m de parede livre para o roupeiro. Tentei imaginar em outra parede, mas por esse quarto ser mais comprido, não ficaria bom e tiraria um bom espaço de parede "útil".

Bom, após muuuito procurar, acabei encontrando o roupeiro Henn, nas lojas Colombo. O tamanho? Exatamente 1,63m! No limite!


Comprei também em 01 de Dezembro e entregaram dia 23 do mesmo mês. O montador só apareceu após o dia 06 de Janeiro (tem que solicitar).

O roupeiro atende às minhas expectativas, mas o problema é que tem poucas gavetas. Resolvi este problemas com muitas caixas dobráveis que comprei em Miami, na Ikea. Também não gostei do puxador que veio, bem porcariazinha.

Paguei R$1366,00 (parcelado) já incluindo o frete.

Tentei encontrar o link nas lojas Colombo, mas não encontrei. Mesmo assim, sei que vende esse roupeiro em outras lojas, então se quiserem, o nome do produto é Roupeiro/Guarda-Roupa Henn 2 Portas de Correr 3 Gavetas Criative Cor - Branca.


Avaliação final:

Gastei cerca de R$2800,00 nos dois produtos. Apesar de alguns detalhes não tão "queridos", eles atenderam bem a minha necessidade. Já deixei montadinho e pronto para usar quando a miha Olivia nascer. Só vou atestar a praticidade e durabilidade deles quando já tiverem em uso, e aí volto aqui pra contar pra vocês.

Achei que no fim das contas valeu a pena. O que vocês acharam?
Vou colocar um video do quarto da Olivia aqui e vocês poderão ver melhor como ficou.


Um beijo!





Diário de Gravidez - 23 a 25 semanas

Pessoal, segue aqui o Diário de Gravidez da Semana 23 a 26, que foi gravado dia 19 de Dezembro.
Resolvi começar a gravar os videos de 3 em 3 semanas, para ficar melhor.


Novidades das semanas 23 a 26:

-Compramos o berço e o roupeiro! (já postado no blog AQUI)
-Ideias de decoração para a baby (já postado no blog AQUI)
-Nome decidido (já postado no blog AQUI)
-Sintomas: Cansaço, Dormência no polegar (síndrome do túnel do carpo), Sonhos Bizarros, Pernas pesadas (varizes?)
-Fiz a Consulta Morfolófica de Segundo Trimestre (já postado no blog AQUI)
-Fiz uma Consulta com a Psicóloga Gestacional
-Consulta com a Nutricionista (já postado no blog AQUI)
-Algumas Vacinas e Exames foram solicitados pela G.O. (incluindo a curva glicêmica)
-Fotos de Grávida (já postado no blog AQUI)

Inspirações e Idéias Para o Quarto de Bebê

Oiee!
O quartinho da Olivia já está pronto, mas antes de postar, vim aqui dividir com vocês as inspirações usadas no quarto.

O quarto que temos disponível (moro em um apê de 2 quartos) é pequeno, de 1 janela, sem ar condicionado (por enquanto), e antes era usado como quarto de hóspedes/depósito hahaha. Minha enteada dormia lá quando vinha nos visitar. Como ela não morava com a gente, não fizemos algo decorado para ela nesse apartamento, até porque sempre existia uma prioridade na frente para gastar.

Com a chegada da Olivia, claro que as coisas mudaram. Agora vai ter definitivamente uma criança morando aqui, dia e noite, não somente nos fins de semana. Claro que a minha enteada vai continuar nos visitando de vez em quando, e claro que pensamos em fazer um ambiente em que ela tenha seu espaço também, e que se sinta bem-vinda.

Então pensamos num quarto lúdico, com base neutra (parede cinza claro e móveis principais brancos - combina com tudo), e detalhes coloridos para dar VIDA a esse ambiente. Não curto quartos monocromáticos para crianças, mas mais por uma questão de valores do que de estética.

Acredito que as crianças prefiram locais coloridinhos (sem enjoar, claro) e com espaço para se organizar facilmente.

Uma das exigências que eu tive também foi a de comprar móveis que possam ser usados por muito tempo e que sejam multiuso - mesmo o berço.
Vejam idéias que peguei para montar o quarto (by Pinterest):

-Padrão Chrvron Cinza Branco, com detalhes coloridos (em especial nas cores amarelo e turqueza):



-Base cinza e branca, neutros:


-Muita cor, mas sem enjoar (achei boa essa combinação meio "Candy Colors"):




-Estante cheia de nichos largos, próximo ao chão, para que o próprio bebê possa pegar o brinquedo (seguindo a linha Montessori), e também seja fácil de limpar e organizar. Somado a isso, as caixas organizadoras, fáceis de esconder a bagunça solta.




-Móvel colorido (tenho uma queda por amarelo hehe):


-Decorações estilosas, como almofadas incríveis, bandeirolas, quadros com arte moderna infantil, etc:




-Berço com cômoda multiuso com cama auxiliar (de preferência que dê para virar uma cama depois):
Achei esse perfeito!

-Roupeiro de porta de correr (para não perder espaço ao abrir), branco (neutro), e de preferência com espelho na porta (assim é algo a menos para pôr no quarto):

Um mais ou menos assim estaria perfeito!


-Além disso, mais pra frente pretendo deixar um espaço de leitura, de brincar, etc.

Bom, em questão visual são essas as idéias que eu vi para tentar copiar no quarto da Olivia. Depois vou mostrar como ficou.

Beijos!




domingo, 22 de março de 2015

Como foi fazer o Enxoval em Miami? Minha Experiência

Oi Gentee!
Hoje vim contar como foi a minha experiência fazendo enxoval em Miami.
Fiz dois videos contando tudo, então achei melhor postar os videos.

Vejam aí, acho que está bem completo de informações e opiniões.

VIDEO 1:



VIDEO 2:




Espero que gostem, se quiserem alguma informação específica, me perguntem, um beijo!


Minha Dieta no Segundo Trimestre de Gravidez

Oii gente, tudo bem?

Vim aqui tentar atualizar esse blog.
Hoje é dia 22 de Março, e a Olivia está quase chegando, e o blog acabou ficando sem atualização porque estou com MUITO trabalho e não sobra tempo para sentar, pensar, escrever, revisar e postar. Dá um belo trabalho. Mas pelo menos os videos do Youtube estão bem atualizadinhos, que acho mais "fácil" filmar do que escrever. Na verdade não é mais fácil, mas é relativamente mais rápido (apesar de que quando eu preciso renderizar e subir o video eu tenho que deixar o computador sem usar por umas 6h).



Bom gente, chega de enrolação.
Hoje eu vim falar da minha dieta no Segundo Trimestre de Gestação. Estou fazendo essa divisão por trimestres porque teve diferença na alimentação.

Bom, no primeiro trimestre eu não cuidei muito - tá, não cuidei é nada! Só comi porcaria à vontade, porque dava MUITA vontade.
Aí fui para Miami e lá comi muito pior! Nem sequer uma saladinha ou frutinha eu consegui.
Resultado? Acabei engordando 3kg em menos de 1 mês. Bom, já falei disso tudo AQUI.

Queria dividir com vocês a experiência dessa dieta.
No segundo trimestre, ocorre uma super produção de tecidos do bebê. Todos os orgaos, pele, ossos, sangue, tudo é formado em maior quantidade agora, e é nesse momento em que é MAIS importante ingerir os alimentos mais saudáveis para isso.

A base seria cortar todos os carboidratos simples por complexos (integrais e fibrosos), aumentar o consumo de proteínas (por conta da formação dos tecidos do bebê), e também de ferro (pela super produção de glóbulos vermelhos que acontece nessa fase), de cálcio (para a formação dos ossos do bebê) e de água (importantíssimo para tudo, nem preciso falar né).

Bom, basicamente a minha dieta tinha como objetivo me emagrecer sem que o bebê fosse prejudicado - pelo contrário - que ele recebesse o maior aporte nutritivo possível.

Comecei a tomar um multivitamínico trazido de Miami pré-natal MARA da marca Target, a tomar 3l de água por dia obrigatoriamente (gente, é MUITO dificil isso!), e a seguir essa dieta restrita em calorias mas puramente cheia de nutrientes.

Resumidamente era assim (resumidamente gente, claro que tem variações):

-CAFÉ DA MANHÃ (8h): 1 porção de carboidrato integral (pão) + 100g de queijo + 1 copo de leite

-LANCHE (10h): 1 fruta + 1 iogurte (sempre comia OU 1 pera ou 1 goiaba, e iogurte grego feito em casa)

-ALMOÇO (12h): 1 concha de leguminosas (SEMPRE! - Feijao, Lentilha, Ervilha) + 2 colheres de sopa de carboiodrato integral (sempre usava arroz integral, ja que tinha que comer feijão diariamente) + 1/2 prato de salada + 1 pires de legumes (achei essa medida meio estranha, e resolvi colocar 1/4 do prato de legumes) + 1 carne magra de tamanho da palma da mão - Preferencialmente carne vermelha por conta do ferro a mais.

-LANCHE 1 (15h): 1 fruta ou 1 Barra de cereal ou 1 copo de Suco

-LANCHE 2 (17h): "Salgado Maromba" (aquele super famoso da blogueira Tati Guidi). O meu era de aipim.

-JANTAR (20h): 1/2 prato de salada + 1/2 prato de legumes + 1 porção de carne magra (agora podia ser carne branca, mais leve)

-CEIA (13h): 1 copo de leite ou 1 fatia de queijo


Gente, essa era a dieta que eu seguia, com algumas variações aqui e ali (por conta própria, devo admitir), e claro, ela mandou muito mais opções, mas eu preferia seguir essa, que se encaixava melhor na minha rotina e na minha fome hehehe.

COISAS QUE FORAM PROIBIDAS:

-ÁLCOOL - Obvio
-CAFEÍNA (café, chimarrão, chá verde, chá mate) - Essa eu não consegui seguir hehe
-ADOÇANTES - Com exceção de Stevia ou Sucralose (optei pelo segundo, porque Stevia é horriiiivel)
-DOCES - Proibidíssima (Carinha triste aqui agora =(  )
-FRITURAS, GORDURAS, ETC - O objetivo é emagrecer né hahaha

DETALHES CURIOSOS SOBRE A DIETA:

-Ela mandou uma tabela de vegetais permitidos e em quais quantidades. Gente, eu simplesmente comi à vontade os vegetais que eu quis, não achei que fosse necessário contar.
-Cafeína eu continuei consumindo porque sou a louca da cafeína e vício é uma coisa séria. Mas claro que ingeri pouco diariamente.
-No café da manhã passei a substituir o pão pela crepioca, que tem menos carboidratos e mais proteinas (aí fiquei com crédito pra outra refeição hehehehe)
-Também no café da manhã, incluí por conta própria o SUCO VERDE, que eu AMOOO e me faz super bem. O meu é de Abacaxi, Manga, Maçã (com casca), Limão, Couve Manteiga, Pepino, Gengibre e Hortelã (sem açucar). É MARA e já como vários vegetais numa tacada só).
-Era difícil colocar SÓ 2 colheres de arroz, dava vontade de despejar a panela no prato, mas fui uma boa menina e me segurei. Depois vi que aquele prato era suficiente para aquele momento.
-Quando chegava a refeição das 17h eu estava vendo estrelinhas de fome, e comer o Salgado Maromba era a coisa mais prazeirosa do MUNDOO. Nham!
-Desenvolvi muitas receitas sem carboidrato para comer de janta, e todas otimas!
-Era preciso priorizar a carne de gado porque ela contém muito ferro, o que é muito importante pro baby nessa fase.

E OS RESULTADOS DA DIETA?

Quando voltei para a próxima consulta, 4 semanas depois, havia perdido 3kg, sendo que a Olivia ganhou peso, ou seja, consegui cumprir o objetivo. Fiquei com a pela MUITO mais bonita (também, com tanta vitamina, fibras e água, não tem como não ficar), as gordurinhas e celulites reduziram, e a bebê extremamente saudável. Passei fome no início, mas valeu SUPER a pena.

O problema foi que quando eu fui para a praia no Natal duas semanas depois (semana 26), acabei saíndo da dieta porque não tinha saco para preparar as coisas mais elaboradas, e comi muita porcaria. Bom, não cheguei a engordar novamente, mas não emagreci mais. Pelo menos isso =).
A barriga nessa fase deu um BOOM, e bem que dizem que nessa época o bebê espicha (não de gordura, e sim de tecidos mesmo).







A Decisão do Nome

Olá pessoal, tudo bem?

Vim aqui, felizmente contar para vocês que finalmente decidimos o nome da nossa filhota.

Eu estava ficando agoniada da minha baby ainda não ter nome, não queria chamar ela apenas de “bebê”.

Também queria escolher um nome logo para que pudesse pensar também na decoração do quarto, letras decorativas, e coisas afins.

O nome da nossa little baby é OLÍVIA!



Bom, não era novidade para ninguém a preferência do nome “Olívia” para a nossa baby Lola (como estávamos chamando ela antes de o nome ser decidido), até porque já falei nos vídeos anteriores da vontade desse nome. Mas o engraçado é o fato de que NENHUM nome parecia encaixar tão bem com a nossa bebê, mesmo sem conhecermos a personalidade e aparência dela ainda.

COMO É QUE PODE ISSO?

Alguém já sentiu isso antes?

Olívia é um nome que nós NUNCA pensamos, sempre tínhamos uma pequena listinha de nomes de menino e menina que gostamos, para quando engravidássemos. Mas quando o nome Olívia apareceu na minha frente, parece que caiu como uma luva!
E sabe como pensamos nele pela primeira vez?
Eu estava assistindo The Voice Australia Kids, no Youtube, e um dos vídeos foi esse abaixo. Me encantei com essa menina e com esse nome. E foi assim que o nome Olivia apareceu em minha vida! S2


Ainda comentamos esse nome para várias pessoas íntimas (que conhecem nosso valores e nossa forma de pensar), e TODOS amaram esse nome, e disseram “é esse”!

Tenho como pensar diferente com todos esses sinais?

Depois, passamos mais um tempo pensando em outros nomes, mas para ter certeza, sabe? Mas no fim, o nome Olivia reinou. É, a minha filha que escolheu esse nome, só posso pensar isso.
Agora estamos mais tranquilos quanto a isso, e vamos providenciar logo aquelas letrinhas com o nome dela, que eu acho TÃO bonitinho para decorar!

Como foi a escolha do nome dos seus filhos? Foi assim certeiro ou demorou mais?


Um beijão!
sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Consulta + Ultrassom Morfológico de Segundo Trimestre

Texto de 20 de Novembro de 2014, às 20 semanas.

Olá, tudo bem?
Na semana 20, logo após voltarmos de Miami, eu já tinha marcado a minha consulta de 20 semanas, que é uma das mais importantes no Pré-Natal.

O que se faz na Consulta de Segundo Trimestre?

Essa consulta de Segundo Trimestre é feita mais ou menos na metade, com 19 a 22 semanas de Gestação, e nela se faz a Ultrassom Morfológica de Segundo Trimestre.
O médico faz um estudo anatômico medindo a cabeça, a barriga, os membros do bebê para ver se o crescimento está adequado para a idade, e também para excluir eventuais má-formações. Também confere o funcionamento e desenvolvimento dos órgãos e cavidades.

Também se vê a localização da placenta e fluxo sanguineo do cordão umbilical, e claro, confirma o sexo do bebê.

No meu caso, o resultado deu perfeito, tudo dentro da média, apesar de o fêmur da minha baby sempre estar maior que a média (diz a médica que ela vai ser alta) hehehe.

Subi o vídeo da Ultrassonografia Morfológica de Segundo Trimestre, para caso alguém tenha alguma curiosidade de ver.



Um abraço e até mais!




Diário de Gravidez 22 Semanas + Consulta Nutricionista

Texto e video de 24 de Novembro de 2014, às 22 semanas de gestação.

Olá pessoal, tudo bem?
Vim trazer mais um diário de gravidez, em vídeo.
Acredito que esteja melhor resumido em vídeo (veja abaixo), mas mesmo assim sempre procuro escrever aqui no post sobre a semana.



VIAGEM À MIAMI:

Na semana 21, eu havia recém voltado de Miami, após uma semana por lá, correndo muito pra comprar tudo a tempo. Ufa! Foi SUPER cansativo! 5 dias para enxoval não dá para quase nada, juro!
Mas pelo menos saí dessa viagem com bons aprendizados sobre viagem de compras e viagem para os Estados Unidos (em breve um post sobre isso!).


Fotinho no espelho do provador da Forever 21 - Barriga de 20 semanas.

Resumidamente: paramos em um hotel tipo "Motel" (o dos EUA, não os daqui, ta gente? É diferente viu??!), bem confortável, mas claro, com seus defeitinhos como todo hotel barato (por exemplo o carpete sujo, arg!).

Alugamos um carro - ou melhor, CARRÃO - uma Jeep Cherokee, e entupimos ele de compras todo santo dia! Nem sei como conseguimos, porque o carro voltava MUITO lotado mesmo! E no fim voltamos apenas com 2 malas despachadas + 1 de mão por pessoa - dentro do limite.
Isso de alugar esse carro foi uma furada, e quero compartilhar com vocês depois,
Apesar disso, é um super conforto saber que você tem um carro para se deslocar a qualquer momento, e a qualquer lugar.

O dólar disparou para R$2,75, o que foi péssimo para nós. Compramos muita coisa, mas acredite, foi tudo coisas necessárias.
Falarei mais sobre Miami em outro post, ok?

 Compras na Target, minha preferida!!

 Algumas das comprinhas que fizemos, no quarto do hotel.


ACONTECIMENTOS DA GESTAÇÃO:

Sobre a semana de gravidez em si, algumas coisas mudaram:

-Se existia alguma dúvida ainda se aqueles movimentos na minha barriga eram a bebê, tive certeza essa semana! Coisa boa!

-Tive um leve sangramento na gengiva - o que pode estar relacionado com a falta de vitamina B

-O olfato mudou muito desde o primeiro trimestre da gravidez - antes eu não sentia os cheiros diferentes, e agora sinto tudo muito específicamente. Será uma forma de sobrevivência da idade das pedras, em que as grávidas deveriam evitar alguns alimentos e com isso o nariz ficava mais sensível?

-O nome ainda não foi decidido (entre Érica e Olivia), mas temos fortes tendências para Olivia.

CONSULTA NUTRICIONISTA:

Na semana 20, tive uma consulta com uma nutricionista da clínica, e após conversar comigo e me pesar, constatamos que engordei mais do que devia em apenas 1 mês (sendo 1 semana nos EUA): engordei 3kg!

Nosso "humilde" café da manhã diário nos Estados Unidos. Tem como não engordar?

A nutricionista me passou uma dieta para o segundo trimestre, baseada nos meus hábitos alimentares e nas necessidades do bebê (em breve um post sobre Dieta no segundo trimestre), e me disse que eu tinha como meta chegar na próxima consulta, no mês seguinte, com o MESMO peso dessa consulta, ou seja, 67,5kg. Resumidamente, nesse 1 mês o bebê e tudo mais da gravidez deveriam aumentar, e eu deveria diminuir o peso.

Achei a dieta meio restrita, mas pensando bem, era o que eu precisava, nada mais e nada a menos. Resolvi topar, e vamos ver se consigo chegar/manter a meta.

Bom, esse é o resumo das semanas 20, 21 e 22 (mais focado na semana 22 rsrs).

Um beijo!



Related Posts with Thumbnails

Quem Sou Eu?

Receber atualizações do blog por e-mail:

Seguir com Bloglovin

Follow My Cherry World

Blog Archive

Seguidores

Blog Archive